Ostuni, a pérola branca da Puglia

Cidades Históricas - 08/04/2021

A Puglia é reconhecida por ser uma das regiões mais belas e culturalmente ricas de toda a Itália: seu patrimônio artístico, suas praias de tirar o fôlego e, por que não, sua cozinha deliciosa atraem todos os anos turistas de todas as partes da Europa e do mundo. Entre os espetáculos mais pitorescos que essa região oferece está Ostuni, a “Cidade Branca”: conheça melhor a sua história, tradição e belezas.

A pérola da Puglia

O apelido de “Cidade Branca” (ou città bianca) se deve às paredes de suas casas, todas pintadas de branco, que tornam Ostuni inconfundível mesmo de longe. A tradição conta que a cor branca era uma arma poderosa contra os inimigos: o sol intenso da Puglia, refletido pelas paredes, ofuscava a vista de quem assediava a cidade, contribuindo assim a sua defesa. Na verdade, hoje se acredita que o motivo tenha sido outro, de matriz higiênica: os muros eram recobertos de cal, um desinfetante natural, para impedir o contágio e a difusão de epidemias, como a peste. Porém, qualquer que seja o motivo, está de fato que a cor branca da cidade, situada no alto de uma colina, oferece um belo espetáculo à vista de quem a visita e lhe vale o outro, merecido apelido de “pérola da Puglia”.

Ostuni, com suas sugestivas casas brancas, vista de longe. Foto: Freeartist / 123rf.

O centro histórico de Ostuni

Ostuni, por motivos de defesa, foi construída sobre a encosta e o topo de uma íngreme colina. É por essa razão que a cidadezinha é caracterizada por tantas subidas e descidas, ladeiras estreitas, ruazinhas cheias de curvas e becos sem saída que criam um prazeroso labirinto, no qual é agradável se perder, para depois, de repente, se deparar com um vislumbre inesperado das belas planícies cobertas de oliveiras ou do mar azul e estonteante da Puglia.

Rua típica do centro histórico de Ostuni.
Rua típica do centro histórico de Ostuni. Foto via Blog Mytakeit
Uma das tantas charmosas vielas de Ostuni, pelas quais é prazeroso se perder. Foto: Kanturu / 123rf.

Passeando pelo centro da cidade, que é bastante pequeno, você vai encontrar com facilidade os edifícios mais bonitos e importantes, como a Catedral dedicada à assunção de Santa Maria: a sua famosa fachada é decorada por uma estupenda rosácea que está entre as maiores de toda a Europa. Um outro detalhe significativo: a igreja foi construída com uma ligeira assimetria para a esquerda – dizem que se trata de uma homenagem a Cristo, que, crucificado, inclinou ligeiramente, devido à dor, a cabeça para a esquerda.

Catedral de Ostuni.
Catedral de Ostuni. Foto: Mentnafunangann / Wikipédia

Leia também: TUDO SOBRE LECCE, A FLORENÇA DO SUL

Detalhe da rosácea da Catedral de Ostuni. Foto: Jean de Ines / Flickr

Ainda ali perto você encontrará a Piazza della Libertà, o coração da cidade, onde os habitantes de Ostuni se encontram e onde os turistas, principalmente de noite, se divertem num dos numerosos estabelecimentos que ficam ali ao redor. Aqui se situa também a sede da Prefeitura de Ostuni: um tempo o belo edifício era, na verdade, um importante monastério franciscano: tinha sido fundado em homenagem a São Francisco, que, regressando à Itália de sua peregrinação em Jerusalém, fez uma parada em Ostuni para pregar o evangelho aos habitantes.

As praias de Ostuni

A cidade também é célebre em toda a Itália pelas suas praias maravilhosas e de água cristalina. Ao longo do seu litoral se alternam os mais variados cenários marinhos: longas praias cobertas de dunas de areia fina; altos despenhadeiros cercados por rochedos; pequenas enseadas escondidas, onde a água é ainda mais azul e transparente.

Ostuni é tão famosa pela beleza de sua costa que já ganhou vários prêmios europeus pela limpeza e nitidez do mar e há anos é considerada um dos treze lugares de toda a Itália onde a água das praias é mais cristalina.

Praia Torre Pozzelle – Ostuni. Área extremamente preservada, caracterizada por cinco pequenas baías arenosas e uma antiga torre aragonesa. Foto: Puglia.com

Cultura e tradição

Em toda a região da Puglia é muito importante a devoção por Santo Oronzo, padroeiro de muitas cidades da região. Em Ostuni é dedicado na Piazza della Libertà um enorme obelisco ao santo, em agradecimento à proteção que ele deu no passado à cidade durante uma epidemia de peste que devastava toda a região. Para comemorar o fato, todos os anos, entre os dias 25 e 27 de Agosto, é celebrada em Ostuni a Cavalcata: as autoridades da cidade e alguns expoentes da Igreja, vestidos com roupas medievais bordadas à mão, desfilam sobre imponente cavalos para escoltar a multidão de fiéis que carrega pela cidade em procissão a preciosa estátua de prata de Santo Oronzo.

Piazza della Libertà – Ostuni. Foto: Gibeyan / Flickr

Leia também: ALBEROBELLO (PUGLIA), A CAPITAL DOS TRULLI

O cenário natural

No campo que rodeia a cidade é possível visitar algumas das antigas masserie típicas da região da Puglia. No passado, as masserie eram pequenos ranchos ou fazendas autônomos: uma espécie de vilarejo autossuficiente no qual conviviam nobres e camponeses para cultivar a terra. Hoje se tornaram estabelecimentos de agroturismo onde é possível entrar e até mesmo alojar para viver de perto a natureza incontaminada da região e, sobretudo, desfrutar da vista das suas planícies cobertas de oliveiras centenárias, videiras e alecrim – plantas símbolo do Mediterrâneo e que constituem a base da saborosa cozinha da região.

A culinária típica de Ostuni

E por sinal, não podíamos deixar de mencionar antes de concluir a riquíssima culinária da região. Em Ostuni você poderá saborear a maravilhosa tradição gastronômica da Puglia, conhecida e invejada em toda a Itália. Além do peixe fresco, dos queijos, do azeite e do vinho produzidos aqui, todos de ótima qualidade, não deixe de provar alguns pratos típicos como a ‘ncaprata, feita à base de pasta de fava com chicória; ou então uma frittata alla menta, um gostoso omelete temperado com hortelã; e, por fim, as tradicionalíssimas orecchiette com cime di rapa, prato de macarrão original da Puglia e famoso em toda a Itália. Não deixe de experimentar essa rica cozinha imerso na natureza maravilhosa e abraçado pelo mar estonteante de Ostuni. Boa viagem e buon appetito!

 Prato típico da culinária pugliese
Orecchiette com cime di rapa. Prato típico da culinária pugliese. Foto: Xecomfood.it

Por Yuri Borges Loyola
Foto de capa: Tanialerro / Bigstock


EXPLORE AINDA MAIS A ITÁLIA COM ESTES PASSEIOS INCRÍVEIS


Dicas Cenci

Receba promoções e novidades antes de todo mundo!