fbpx

Seguro viagem: muito mais do que atendimento médico

Dicas Cenci - 31/07/2019

Por Daniel Cury

Foto de capa: Artem Beliaikin / Pexels

Viajar sem um Seguro Viagem pode ser uma verdadeira cilada! Afinal, a gente sempre espera que o passeio saia às mil maravilhas e não tenha nenhum problema, mas podem acontecer acidentes ou imprevistos capazes de trazer muitos transtornos, e ainda aumentar demais o custo da viagem.

Por isso é importante fazer um seguro. Mas muita gente ainda tem dúvida quanto a eles. Afinal, Seguro Viagem é a mesma coisa que um Seguro Saúde? E como fazer o seguro? Estas e muitas outras perguntas serão respondidas uma a uma neste artigo!

Seguro viagem é o mesmo que seguro saúde?

Não. Enquanto o Seguro Saúde garante apenas custos relacionados a problemas de saúde, o Seguro Viagem possui essas garantias, mas também garante serviços relacionados a extravio de bagagem, cancelamento de voos, entre muitas outras coberturas que podem salvar a vida de um viajante.

Há alguns anos, existia um serviço vendido por muitas agências chamado Assistência Viagem. Ele se diferenciava do seguro porque oferecia atendimento médico apenas em locais credenciados, enquanto que o seguro viagem exigia que você pagasse os gastos, para receber o reembolso depois. Com novas regras criadas no Brasil, esses serviços foram unificados, ou seja: você pode optar entre ir a um local credenciado ou a outro serviço de saúde em que precisa pagar, dependendo de onde estiver e das condições do imprevisto.

Foto: Tolu Bamwo / Nappy

Que serviços um seguro viagem deve oferecer?

Existem variações de valores e de condições nos diferentes seguros existentes, por isso é fundamental ler as apólices e estudar o serviço oferecido. No entanto, podemos listar as principais coberturas que um Seguro Viagem costuma ter:

  • Despesas médicas, hospitalares e odontológicas: em caso de doenças súbitas ou acidentes, o seguro viagem garante que você terá o atendimento necessário sem custos.
  • Traslados médicos: em caso de necessidade de transporte de um local da viagem ao hospital mais próximos, ou até mesmo de retorno ao local de origem em caso de um grave acidente, o Seguro Viagem cobre as despesas.
  • Custeio em caso de morte: tanto mortes acidentais quanto mortes naturais durante as viagens garantem que a família do viajante receba um valor da apólice, além de custeio com o traslado do corpo.
  • Danos à bagagem: em caso de extravios, roubos, furtos e outros danos à bagagem, muitos seguros garantem uma indenização.
  • Reembolso de aparelhos eletrônicos: dependendo do tipo de acidente que destruir um laptop ou Smartphone – como raios, explosões e incêndios – o seguro viagem pode reembolsar uma parte do valor.
  • Que tipos de acidentes e eventos não possuem cobertura de Seguro Viagem?
  • Existem diversos tipos de problemas que uma pessoa pode ter na viagem que um Seguro Viagem geralmente não cobre com nenhum valor, exigindo que o viajante precise gastar do próprio bolso ou contratar algum seguro mais amplo.
  • Os riscos não inclusos em seguros de viagem incluem coisas como: situações de guerra e terrorismo, suicídio do segurado, atos ilícitos intencionais, acidentes ao realizar esportes radicais, tragédias naturais como furações e terremotos, acidentes em situações ilícitas como rachas ou condução sem o documento ideal, danos morais ou estéticos e acidentes em embarcações.
Foto: Ashim D’Silva / Unsplash

Seguro Viagem é obrigatório em quais países?

Existem alguns países que exigem que todo turista tenha um Seguro Viagem, embora seja altamente recomendado que se tenha um seguro sempre. Ou seja: mesmo que o país não exija o Seguro Viagem, informe-se sobre os custos e considere-o como algo tão importante quanto a passagem aérea e o passaporte!

Os países em que o Seguro Viagem é obrigatório são: Cuba, Tailândia, Catar, Antártica (em caso de Cruzeiros, por exemplo), Emirados Árabes, além de todos os países da Europa que pertencem ao Tratado de Schengen (Itália, França, Bélgica, Dinamarca, Alemanha, Portugal, República Tcheca, Estônia, Áustria, Finlândia, Luxemburgo, Grécia, Polônia, Hungria, Islândia, Letônia, Suíça, Lituânia, Malta, Holanda, Noruega, Suécia, Eslováquia, Eslovênia, Espanha e Liechtenstein).

No caso da Europa, é necessário que a apólice para despesas médicas seja de, no mínimo, 35 mil dólares ou 30 mil euros. Geralmente os seguros cobrem valores como estes, mas é importante estar atento.

Foto: rawpixel.com Pexels

Todos os cartões de crédito oferecem este serviço?

É possível que o seu cartão de crédito possua um seguro viagem sem custo adicional. No entanto, é preciso ligar para o banco ou a instituição financeira para confirmar isso. Geralmente, apenas as bandeiras mais exclusivas oferecem este serviço, como Mastercard Platinum e Gold, Elo Grafite, Diners Club Exclusive e Visa Infinite, por exemplo.

É comum que o seguro viagem dos cartões de crédito possua algumas limitações, como restrições para países em situações de conflito e menos cobertura em caso de roubos, por exemplo. Na maioria das vezes, o seguro viagem só é válido em caso de a passagem aérea ter sido comprada com ele.

Aproveite para conhecer mais das vantagens do seu cartão: alguns permitem acesso a salas VIPs em aeroportos, serviços de traslado ou descontos em museus e restaurantes, por exemplo.

Devo pagar o Seguro Viagem apenas para os dias em trânsito?

Para viagens curtas, o ideal é que o seguro viagem seja válido entre o dia do embarque e o dia do desembarque. Há quem prefira iniciar o período do seguro a partir do dia da chegada em caso de embarques noturnos, ou seja, sem incluir o dia anterior em que estava apenas no voo de ida. Há também quem prefira estender por mais um dia além do retorno, para garantir que estará segurado em caso de atraso na volta, por exemplo.

Mas é preciso ter atenção: se você contratar um seguro que inicia a cobertura apenas no dia da chegada do país, casos como furtos dentro do aeroporto, por exemplo, não ganharão cobertura. O mesmo caso é válido para a volta: se o seu seguro termina no dia 14, quando você embarca no avião, e no dia 15, ao chegar na sua cidade, a sua bagagem for extraviada, o seguro não poderá ser acionado.

Para viagens longas, como as que passam de três meses, ou até mesmo para pessoas que viajam muitas vezes ao longo do ano, pode ser que o seguro anual seja mais vantajoso. Por isso será preciso comparar os preços.

Há também uma regra geral de seguro viagem que também é importante destacar: ele não pode ser contratado quando a pessoa já iniciou a viagem, por isso é tão importante garanti-lo com antecedência.

Mudei de rota: devo mudar o seguro?

Não é necessário. Um Seguro Viagem, via de regra, é válido para qualquer país do mundo, e independe de qual será o país em que você vai estar durante o período. Se você precisar mudar o período, como adiar a viagem ou voltar depois, precisará entrar em contato com a seguradora contratada e pedir as mudanças, arcando com possíveis acréscimos no valor.

Mas pode haver exceções! Algumas modalidades de Seguro Viagem podem ser específicas para um continente ou país, por exemplo, ou então podem não incluir países específicos. Nestes casos, você precisará entrar em contato, mas serão poucas as situações em que isso será necessário.

Foto: Freepik

Como e quando contratar o Seguro Viagem?

Uma das maneiras mais fáceis de contratar um Seguro Viagem é por meio da agência de turismo. Ao fechar os pacotes de viagem, inclua o seguro e você estará garantido. No caso de ser uma vantagem do cartão de crédito, será necessário passar seus dados ao atendente via telefone ou por meio do cadastro no site do banco, e você receberá as apólices por e-mail. Contratações do serviço por meio da internet exigem o preenchimento de um cadastro e o pagamento via cartão de crédito: não esqueça de verificar se o site da compra e a seguradora são confiáveis!

Não há uma data ideal para a contratação do Seguro Viagem, mas não é bom deixar para fazer isso às vésperas da viagem, já que pode demorar até 72 horas para que o seguro seja válido. Por isso, sugerimos que o seguro seja definido pelo menos a uma semana da viagem, ou até mesmo antes disso.

Os custos do Seguro Viagem variam muito, mas seus valores iniciam geralmente na faixa dos R$10 por dia de viagem, por pessoa. Os custos podem ser menores conforme o tempo de viagem e promoções oferecidas, mas podem ser maiores para pessoas acima dos 70 anos, por exemplo.

EXPLORE AINDA MAIS A ITÁLIA COM ESTES PASSEIOS INCRÍVEIS


Receba promoções e novidades antes de todo mundo!
Whatsapp
Precisa de ajuda? Atendimento por WhatsApp

Atendemos de segunda a sexta, das 09h00 às 18h00

Clique para iniciar o atendimento