fbpx

Roma: Novo Ponto Turístico na Linha C do Metrô

Pontos Turísticos - 06/05/2017
Por Adrian Theodor

Em diversos de nossos textos para este Blog, destacamos a incrível preservação histórica que caracteriza a Itália, de modo geral. Desde seu cuidado com as relíquias que sobraram da Antiguidade, até a veneração para com as Igrejas Medievais e Renascentistas, o Velho País coleciona sucessivos Patrimônios Históricos da Humanidade reconhecidos pela UNESCO.

Recentemente, contudo, foi seu caminho para a Modernidade que desvendou mais uma de suas riquezas do passado. Durante a construção de um dos trechos da Linha C do Metrô de Roma, que ligará a periferia da cidade ao seu centro histórico, arqueólogos descobriram um aqueduto romano, sistema de transporte e recepção de água, datado do século III a.C.

Construção de um dos trechos da Linha C do Metrô de Roma

Ao olhar leigo, não treinado arqueologicamente, pode parecer apenas um monte de areia sob as obras grandiosas de mais algumas estações de metrô. Porém, convido você, nosso leitor, a refletir sobre a importância histórica desta deslumbrante descoberta. Não apenas o aqueduto romano poderá oferecer informações valiosíssimas acerca da História Antiga na Europa, como também nos permite pensar sobre a relevância que a Itália concede à pesquisa arqueológica. Destaque este, vale lembrar, que deve ser o ponto central de toda e qualquer obra pública. Abaixo deste chão, que hoje pisamos, houve já outras trilhas, outras vidas, uma camada inteira de história a ser descoberta pelo presente.

Aqueduto romano encontrado nas obras da Linha C

Exemplo desta valorização histórico-arqueológica também pode ser encontrado na Estação San Giovanni, da mesma Linha C do metrô de Roma. Aberta para o público desde abril de 2017, a Estação Museu San Giovanni, também chamada de “Arqueoestação”, expõe para o seu público descobertas arqueológicas datadas desde o século I d.C. A estação abrange três andares, mais de 20 metros de profundidade e cerca de 3.000 metros quadrados de área.

Interior da Estação Museu San Giovanni

Entre as mostras da estação, estão exemplos de tubulações de aquedutos romanos da época inicial do Império, além de instrumentos de transporte de água, ferramentas, peças de uso privado e conjuntos esculturais do I século. Também estão expostas obras da Idade Moderna, do século XV ao XIX.

Ao mesmo tempo que se caminha para o futuro, com a ampliação da linha férrea do metrô, por exemplo, é importante manter as tradições históricas e culturais de seu território. Mobilidade urbana é essencial para as sociedades contemporâneas, concentradas nas grandes capitais no mundo todo. Todavia, também é urgente que conheçamos mais de nossa própria história, de nossas origens. Não apenas motivados com os possíveis aprendizados que dela tiramos para o presente, mas também porque demonstramos o valor de nossa própria existência quando respeitamos o legado de quem trilhou nosso solo no passado. Modernidade não precisa ser apenas sobre a idolatria do novo a qualquer custo, mas também sobre a memória do que já passou e não existe mais. Recordar e fazer vibrar o coração, é retomar fôlego novo para a continuidade da vida.

EXPLORE AINDA MAIS A ITÁLIA COM ESTES PASSEIOS INCRÍVEIS


Dicas Cenci

Receba promoções e novidades antes de todo mundo!
Whatsapp
Precisa de ajuda? Atendimento por WhatsApp

Atendemos de segunda a sexta, das 09h00 às 18h00

Clique para iniciar o atendimento