Para conhecer a Sicília

Regiões Italianas - 09/12/2016
Por Adrian Theodor

Se você chegou até a Sicília, provavelmente foi por Taormina. Famosa por seus visitantes ilustres, como Goethe, Oscar Wilde ou D. H. Lawrence, é mesmo o destino mais procurado por brasileiros que viajam para a ilha.

Então, passe o dia por lá. Você vai descobrir que a visita pode ser muito mais rica do que a fama que a precede. Aproveite a vista do Etna em um dos diversos terraços panorâmicos disponíveis para visitação (sim, pode ser na Piazza IX Aprile), visite o Teatro Grego (se conseguir com antecedência ingressos para algum espetáculo por lá, melhor ainda), o Jardim Público (Villa Comunale) ou ande sem rumo pelo Corso Umberto.

Teatro Grego de Taormina

Mas, vai aqui uma dica: a Sicília é maior do que o amor que sentirá por ela à primeira visita. Se você é um visitante ávido por se aprofundar em tudo o que sua viagem pode oferecer, precisa conhecer os 5 pontos turísticos essenciais na Sicília que separamos para você.

Siracusa

Siracusa representa uma daquelas sínteses históricas da Itália, como já dissemos em nosso roteiro sobre o Sul da península. Ocupada primeiramente por gregos vindos de Corinto, ainda no século VIII a.C., e depois dominada pela invasão Romana, Siracusa foi uma das maiores metrópoles da Antiguidade Clássica.

E é por isso mesmo que sua visita não pode deixar de lado o Parque Arqueológico da Neàpoli. Os monumentos arquitetônicos mais relevantes da Antiguidade Clássica de Siracusa estão presentes ali, tais como: O Teatro Grego, o Anfiteatro Romano (que era usado para combate de gladiadores, por exemplo) e a Orelha de Dionísio – uma das diversas Latomias do Parque, que pode ser vista de dentro pelo visitante.

Caverna Orelha de Dionísio – Siracusa

Demore-se também em uma visita pelo centro de Siracusa, Ortigia. Recomendamos um guia especializado para que você percorra esta pequena ilha no coração da comuna. Ortigia se liga ao restante de Siracusa através de um sistema composto por três pontes e foi importante historicamente tanto na ocupação grega, quanto na romana. Foi ali que seu cidadão mais ilustre, o matemático grego Arquimedes, teria incendiado as embarcações romanas com um complexo jogo de espelhos.

Vista aérea da Ilha de Ortigia

Agrigento

Berço de um dos maiores escritores da língua italiana, Luigi Pirandello, Agrigento não pode faltar no seu roteiro de viagem para a Sicília.

De manhã, se a sua estadia permitir, visite o centro histórico e percorra a Via Atenea. As influências das sucessivas ocupações grega, romana e islâmica enchem os olhos e a arquitetura religiosa demonstra a preocupação que tem Agrigento com sua história. Pare para um café e doces típicos na Pizza Luigi Pirandello, ou almoce numa trattoria típica da região.

Na parte da tarde, visite a parada obrigatória de Agrigento, o Vale dos Templos. Incrivelmente conservados, templos do período grego, em estilo dórico, estimulam a curiosidade histórica do viajante. Acompanhe outras construções igualmente importantes, como as catacumbas, as obras hidráulicas romanas, ou as Ágoras.

Ruínas da Magna Grécia – Agrigento

Mazara del Vallo

Viajar é também saber a hora de parar, descansar, contemplar. Invista ao menos um dia de seu roteiro pela Sicilia apreciando o burgo de pescadores de Mazara del Vallo que, no passado, foi importante centro comercial para romanos, fenícios e normandos. Aproveite os mergulhos disponíveis na costa rochosa do sudeste, com águas cristalinas inacreditáveis. Ou leia um bom livro na praia branca de Tonnarella. Por que não Pirandello? Ou Sciascia? Nossos favoritos.

Praia Branca de Tonnarella

Cefalù

Em Cefalù, deixe-se guiar por uma das ilhas Eólias no arquipélago do Mar Tirreno. Recomendamos que você visite a Ilha Vulcano, composta pela união de cinco vulcões diferentes, que forma um relevo único. Ali, você pode andar pelas areias escuras como carvão, ou aproveitar as qualidades terapêuticas da lama rica em enxofre. Garantimos que as fotos ficarão incríveis!

Ilha Vulcano – Ilhas Eólias (Cefalù)

Mas não deixe de fazer uma visita guiada pelo centro histórico da cidade. Cefalù foi dominada por povos diferentes desde a Antiguidade, e especialmente moldada ao longo de séculos de disputas territoriais no período medieval. Passaram por ali povos gregos, árabes e normandos. Transite pelas ruas estreitas do centro, mas não deixe de ver a magnífica Catedral Normanda do século XII, Patrimônio da Humanidade pela UNESCO (você vai cruzar com vários deles em seus roteiros pela Itália) e rica em objetos de culto e arte Bizantina e Árabe.

Vista panorâmica de Cefalù

Palermo

Claro, não poderíamos deixar de lado a capital da Ilha, Palermo. Síntese de tudo o que você já conheceu na Sicília, Palermo reúne em seu território registros importantíssimos das sucessivas ocupações territoriais desde a Antiguidade e Idade Média. Ofereça a esta cidade um ou dos dias de seu roteiro e percorra os monumentos históricos e arquitetônicos mais importantes, como a praça “Quattro canti”, a Catedral, o Palácio dos Normados e sua deslumbrante Capela Palatina, a igreja de São João dos Eremitas, a belíssima igreja de Martorana e Kalsa (a antiga cidadela árabe).

Catedral de Monreale – Palermo

E, claro, não deixe de conhecer os restaurantes locais. As Trattorias de Palermo são famosas no mundo todo e sua comida típica é imperdível. Recomendamos que experimente a famosa pasta con le sarde (massa com molho à base de sardinhas, pignoli e erva-doce).

Dicas Cenci

Receba promoções e novidades antes de todo mundo!
Whatsapp
Precisa de ajuda? Atendimento por WhatsApp

Atendemos de segunda a sexta, das 09h00 às 18h00

Clique para iniciar o atendimento