Para conhecer Gênova, a Capital da Ligúria

Cidades Históricas - 26/06/2017
Por Adrian Theodor

Continuando nosso passeio pela Ligúria, litoral italiano ao Noroeste, próximo à fronteira com a França, visitaremos hoje sua Capital, Gênova. Formada por uma grande esplanada entre o Mar da Ligúria e as montanhas ao norte, a cidade apresenta ainda um território pouco explorado pelo turismo brasileiro. Deixaremos para você, aqui, caso seja um marinheiro de primeira viagem para a Ligúria, como eu, ou mesmo um veterano da Península, algumas dicas do que conhecer por lá.

Vista aérea de Gênova

A primeira dica que deixamos por aqui é a de que Gênova deve ser um ponto de parada entre outros na Costa da Ligúria. A não ser que esteja aqui a trabalho, por exemplo, eu não faria da Capital da Ligúria um destino final, exclusivo. Mas, sim, como parte de um reconhecimento de toda a Região, não deixando de lado as Cinque Terre e Portofino.

Outro detalhe importante trata de como chegar em Gênova. Você pode chegar pelo Aeroporto Internacional de Gênova, ou Aeroporto di Genova-Cristoforo Colombo. Porém, não se trata de um grande aeroporto internacional, de grande fluxo de passageiros vindos do Brasil, o que pode complicar uma rota sem escalas. Caso chegue por aqui, vá até o centro usando o trasfer que sai do aeroporto até o centro histórico, no serviço chamado de VolaBus. Ou utilize o serviço de trens. Também é possível chegar a Gênova de trem vindo de qualquer outra grande capital italiana, variando apenas na distância e, claro, tempo de percurso. Eu optaria por sair de trem de Milão, por exemplo, até a estação Gênova Brignole, próxima à via XX Settembre, no centro.

Dicas Importantes: Consulte sempre os horários disponíveis do VolaBus, saindo do aeroporto, e dos trens com destino a Gênova. Aconselhamos que planeje seus horários de voo, inclusive, a partir dessas informações, para que não desperdice tempo com translado e aproveite mais a sua estadia. As informações podem ser conseguidas no site do Aeroporto Internacional de Gênova e na TRENITALIA. Não recomendamos que alugue um carro para sua ida à Gênova. Além das leis de trânsito locais terem especificidades que confundem bastante o viajante internacional, perder-se a pé por aqui é especialmente mais valioso do que desperdiçar tempo e dinheiro dentro de um automóvel.

E por falar em estadia, sempre reserve com antecedência seu hotel em Gênova. Como já dissemos, o circuito da Capital da Ligúria não costuma estar na rota de turismo típica do Brasil, não oferecendo, portanto, a mesma estrutura que as grandes capitais italianas. Você conseguirá se hospedar muitíssimo bem por aqui se planejar com antecedência.

Já em Gênova, recomendamos que experimente a comida local. Logo que cheguei aqui, passei meu dia andando pelas pequenas ruas de Gênova e organizei uma espécie de “tour culinário” pela cidade. Não pode ir embora sem experimentar os pratos mais importantes da culinária local, como o Pesto Genovese, o Corzetti al Pesto, a famosíssima Focaccia Col Formaggio e o Pansoti in Salsa di Noci. São pratos incríveis que além de surpreender o seu paladar (geralmente pensamos conhecer a genuína comida italiana, mas os sabores são intensamente diferentes do que temos por aqui), será uma memória sempre a instigar sua volta à Itália.

Prato de Pesto Genovese

Claro que, como sempre repetimos sobre o Velho País, ao procurar por novas sensações gustativas, encontrará toda a intensidade da arquitetura de Gênova. Cada ruela da Capital da Ligúria, conhecidas como Carruggi, esconde uma novidade ao viajante atento. Construções da Antiguidade ou da Idade Média se misturam à Modernidade e denunciam a longa trajetória histórica de Gênova a cada nova esquina. Não tenha medo de se perder também. Quando perceber que se submergiu e não tem mais um ponto de referência adequado, sempre poderá voltar para as vias principais do litoral e se localizar de novo.

Ruela de Gênova

No Centro Histórico, além das longas caminhadas de reconhecimento do território, não perca os pontos mais importantes de Gênova, como a Cattedrale di San Lorenzo di Genova, construída ainda no século XI; a Piazza de Ferrari, antigo centro comercial da Cidade e palco das festas mais importantes, que vão desde celebrações religiosas a grandes concentrações comemorativas das vitórias do time de futebol Genoa (aliás, acompanhar uma partida de futebol por aqui é uma experiência imperdível); a Via XX Settembre, também conhecida como Rua Vinte, onde encontrará grandes centros de consumo, por assim dizer, mais contemporâneo; e os Palazzi dei Rolli, um conjunto arquitetônico com mais de 40 edifícios tombados como Patrimônios Mundiais da UNESCO. Por entre os palacetes, passe à noite pela Via Garibaldi, uma das ruas mais importantes e belas de Gênova.

Palazzi dei Rolli

Se conseguiu fazer tudo isso em um dia de viagem, reserve o segundo para conhecer o que o Porto Antigo tem a oferecer. A cidade onde Cristóvão Colombo, um dos maiores navegadores que a história já conheceu, nasceu merece atenção especial à sua região portuária. Por aqui, você pode caminhar de novo, ou usar os serviços turísticos locais. Há passeios de ônibus tanto para o Centro Histórico, quanto através do Porto. Também há um serviço disponível com motorista particular. Eu, como já sabem, prefiro me perder, então fiz os pontos principais a pé e só usei transporte para migrar de um ponto mais distante a outro.

No porto, conheça o Bigo, espécie de elevador panorâmico que, ao dar uma volta em 360°, permite uma visão ampla não apenas da vista para o mar, como também para a esplanada e os montes que formam o relevo típico de Gênova. Visite também o Acquario di Genova, o segundo maior da Europa, que abriga espécies marítimas beirando ao infinito desafiando até o mais profundo conhecedor dos sete mares. E, se couber no seu dia de andanças pela Costa, aprecie também o Galata Museo Del Mare, o maior museu marítimo do Mediterrâneo, com exposições que mostram a intensa história marítima da cidade, variando entre réplicas de navios, mapas de navegação e instalações multimídia. Das caravelas colombinas aos exuberantes navios de luxo da atualidade, o museu desafia os sentidos de seus visitantes.

Galata Museo Del Mare

Termine seu roteiro em Gênova olhando para o mar. Sente-se em um dos restaurantes típicos na orla e pense sobre como um dia um cidadão daqui desvendou para a Europa os segredos da América. Agora é a sua vez de estender a visão para o oceano e perscrutar os segredos que Colombo trará de volta a você a cada quebra das ondas do Mar da Ligúria.

Dicas Cenci

Receba promoções e novidades antes de todo mundo!
Whatsapp
Precisa de ajuda? Atendimento por WhatsApp

Atendemos de segunda a sexta, das 09h00 às 18h00

Clique para iniciar o atendimento