fbpx

Ilhas Borromeu, um paraíso natural no norte da Itália

Pontos Turísticos - 30/10/2019
Por Yuri Borges Loyola
Foto de capa: Michele / Flickr


As Ilhas Borromeu, circundadas pelas águas cintilantes do Lago Maggiore, são um dos tesouros paisagísticos mais belos da Itália. Meta amada por escritores e mesmo por membros da nobreza europeia, as Ilhas são famosas em todo o mundo por combinarem de forma elegante beleza natural e rico patrimônio cultural e artístico. Conheça um pouco mais do raro encanto que poderá encontrar por aqui!

Vista panorâmica do Lago Maggiore – três ilhas Borromeu (Ilha Bella, Superiore, Madre) e as montanhas dos alpes italianos e suíços. Foto Ololai

A família Borromeu

As Ilhas Borromeus são assim chamadas porque pertencem, há mais de 400 anos, à família Borromeu, que muito contribuiu para a beleza e o enriquecimento artístico da região. O atual herdeiro da linhagem é o Príncipe Vitaliano Borromeo, o qual, de um magnífico palacete barroco situado em uma das três ilhas, administra e tutela o patrimônio artístico que recebeu em herança da família. Graças a algumas suas iniciativas as Ilhas Borromeu têm se tornado nos últimos anos uma meta cada vez mais cobiçada pelos turistas.

Vista aérea da Ilha Bella – Lago Maggiore. Foto: Andrea Lazzarini

A Isola Madre (“Ilha mãe”)

A Isola Madre é assim chamada pela sua dimensão, sendo a maior das três ilhas que fazem parte do arquipélago Borromeu. Tornou-se propriedade da família no ano de 1500, quando ali decidiram construir sua luxuosa residência: visitando a antiga mansão você poderá ver os móveis originais do século XVII, os retratos dos membros da dinastia e uma coleção de marionetes renomada em toda a Europa.

Isola Madre – Lago Maggiore. Foto: Elesi / 123RF
Isola Madre – Lago Maggiore. Foto: Dan / Flickr

Mas a mansão é famosa principalmente pelos seus esplêndidos jardins, pois ao longo dos séculos a família Borromeo os enriqueceu com espécies raras de árvores, flores e de animais exóticos: azaleias, glicínias e camélias por entre as quais vagueiam faisões dourados e pavões brancos, tudo numa atmosfera extremamente evocativa, imersa como é na paisagem deslumbrante do Lago Maggiore.

Capela da Família Borromeo na Isola Madre, onde costumam celebrar os casamentos da família. Foto: Elesi / 123RF


Viagem Emoções de Primavera – lagos italianos e alpes suíços

A Isola Bella (“Ilha Bela”)

No século XVII Vitaliano Borromeo (antepassado do atual príncipe) convocou dezenas de arquitetos e artistas entre os mais renomados da Europa para que transformassem a Isola Bella num verdadeiro milagre cenográfico: a ideia audaz era tornar a ilha uma espécie de enorme navio flutuante sobre as águas do lago.

Terraços dos jardins de Isola Bella vistos do lago. Foto: Christopher Miller / 123RF

Para obter este singular efeito os arquitetos e paisagistas construíram uma série de jardins suspensos, articulados em dez terraços, imitando os Jardins Suspensos da Babilônia, uma das Sete Maravilhas do mundo antigo: deste modo quem passeia pelos jardins tem sempre uma vista panorâmica de todo o lago e assim lhe parece, de fato, estar viajando de navio por sobre as águas!

Jardins suspensos da Isola Bella
Os belíssimos jardins suspensos da Isola Bella. Foto: Francisco Javier Gil Oreja / 123RF

Além da beleza arquitetônica, os jardins são um verdadeiro milagre botânico. Com efeito, ao longo dos séculos, seus jardineiros não só acumularam mais de 2000 espécies de plantas belíssimas e exóticas, mas o fizeram de tal forma que flores com diferentes cores floresçam por todo o ano, graças a uma hábil seleção de diversas espécies que dão flor em estações diferentes, criando assim um verdadeiro espetáculo de cores que nunca é interrompido. Não é à toa que esta é a residência oficial do príncipe Borromeu e de sua família!

Interior do palacete de Isola Bella.
Interior do palacete de Isola Bella. Foto: Elesi / 123RF.


Leia também Mosteiro de Santa Caterina del Sasso – Lago Maggiore

A isola dei Pescatori (“Ilha dos pescadores”)

Esta é a única ilha a não pertencer a família Borromeu. Aqui, ainda hoje, vivem algumas dezenas de famílias, isoladas no meio do lago, e que se dedicam em grande parte à pesca (como diz o próprio nome da ilha) ou ao turismo. De fato, a ilha, graças às suas estreitas ruas e cercada como é pela doce atmosfera do Lago Maggiore, é um dos maiores pontos turísticos da região. Hoje em dia é também possível ali encontrar excelentes pousadas, restaurantes típicos e lojas de produtos locais e italianos de qualidade.

Ilha dos Pescadores – Lago Maggiore. Foto: Eleonora Travostino / 123RF
Ilha dos Pescadores
Ilha dos Pescadores – Lago Maggiore. Foto: Buffy1982 / 123RF

Devido à pequenez da ilha, os edifícios têm todos, geralmente, mais de dois andares e longas varandas, usadas no passado para secar os peixes recém-trazidos do lago. Juntando o campanário da igreja que desponta entre os outros edifícios, tendo o Lago Maggiore e os Alpes como pano de fundo, o resultado é um quadro pitoresco de raro fascínio e beleza!

O parque Pallavicino

Enfim, na cidade de Stresa que fica ali perto na costa do lago, encontra-se um extraordinário parque que também merece ser visitado. Por anos o terreno pertenceu à rica família genovesa Pallavicino, que ali construiu uma luxuosa mansão em estilo neoclássico, cercada por 20 hectares de exuberante natureza. Todavia, desde 2017, o parque passou a fazer parte do complexo turístico das Ilhas Borromeu e é aberto ao público. Aqui também você poderá curtir toda a beleza natural da região, entre árvores centenárias como os carvalhos e as sequoias, e um grande número de animais, entre os quais cangurus, zebras, cervos e até mesmo flamingos rosas, que povoam o parque tornando a sua visita uma experiência realmente inesquecível.

Parque Pallavicino - Stresa - Lago Maggiore
Parque Pallavicino – Stresa – Lago Maggiore. Foto: Céline Parcaroli / Flickr


Leia também Rocca di Angera, um tempo para sentir o próprio tempo

EXPLORE AINDA MAIS A ITÁLIA COM ESTES PASSEIOS INCRÍVEIS


Dicas Cenci

Receba promoções e novidades antes de todo mundo!
Whatsapp
Precisa de ajuda? Atendimento por WhatsApp

Atendemos de segunda a sexta, das 09h00 às 18h00

Clique para iniciar o atendimento